Dicas sobre a Árvore Flamboiã

Flamboiã

O Flamboiã (nome técnico: Delonix regia Raf.) é uma árvore caduca (perde suas folhas durante o outono e as renova na primavera) de grande porte variando em uma altura de 10 à 12 metros. É de origem africana e seu cultivo é melhor quando cultivado no litoral norte do estado do Rio Grande do Sul até ao estado de São Paulo.

Considerada uma das mais lindas árvores do mundo por ter uma floração intensa e colorida, o flamboiã é muito utilizada em parques e lugares grandes a fim de dar espaço e destaque à esta bela árvore.

Sua copa forma um imenso guarda-sol com suas flores coloridas e pode ser mais larga do que a sua própria altura, e por isso ela precisa de um espaço livre e aberto, pois se plantada em local com fiação elétrica e construção ao lado pode haver danificações por suas grandes ramificações.

As raízes do Flamboiã por ficar com uma boa parte delas acima do solo, faz com que o Flamboiã seja totalmente não indicado para a ornamentação próxima a construções, calçadas (destrói a calçada gradativamente), tubulações e até esgoto.

O tronco desta magnífica árvore é cilíndrico, espesso na base, forte e levemente retorcido podendo chegar a cerca de 10 metros de altura.

Por ser uma árvore caduca, não é aconselhável colocá-la para ficar à beira de piscina ou estacionamento, suas folhas e flores caem durante o outono sujando a água da piscina ou os carros.

O Flamboiã tem um desenvolvimento muito rápido nas regiões onde o clima é quente, cresce entorno de 1,5 metros por ano até atingir a idade adulta.

Essa árvore é mais utilizada em lugares com campo aberto, em lugares rurais, onde a árvore tem uma grande serventia de servir de sombra para os animais nos grandes campos de pastagem, grandes parques e praças onde ela não vá prejudicar a fiação elétrica e iluminação.

Comentários

Comentários