Como Adubar seu Jardim

Adubo planta

Adubo plantaNenhum jardim sobrevive sem cuidado. A própria instalação de um jardim está associada ao seu cuidado e muitas vezes já faz parte dos planos de quem o imagina, desde o início. Na verdade muitas pessoas já instalam seu jardim na casa pensando que a manutenção desse as ajudará a superar o stress e a ganhar paciência e calma durante o dia corrido, ou mesmo descansar a mente depois de tarefas pesadas. Mas não só de vontade vive um jardim, É preciso que você saiba como cuidar e como preparar seu jardim corretamente, para que ele esteja sempre presente e deslumbrante na sua casa, trazendo tranquilidade para a sua vida e beleza para todos aqueles que visitam a sua casa. O mais importante para o seu pequeno santuário será o adubo. As técnicas para adubar o seu jardim são simples e se seguidas corretamente serão responsáveis pela manutenção de toda a vida nele contida.

 

Principais dicas

A primeira pergunta mais comum que podemos pensar na hora de comprar ou adquirir o seu adubo é se devemos trazer o adubo orgânico ou o químico, e em quais casos cada um será o  ais indicado. Na verdade, uma pequena horta ou um pequeno jardim pode com certeza sobreviver somente com adubos orgânicos, que conseguem suprir as necessidades de nutrientes para a terra onde os vegetais estão alocados. Mas para maiores quantidades de plantas, pode ser utilizado o adubo químico. Para aqueles que moram no interior ou próximo a áreas agrícolas, há a opção de solicitar em algumas fazendas ou sítios o chamado composto orgânico, uma composição que leva elementos naturais e parte de adubo químico. Isso porque os criadores de gado recolhem diariamente uma grande quantidade de excrementos dos animais, e transforma isso em lucro adicionando resto de alimentos, fósforo e alguns compostos químicos ao adubo, transformando-o na melhor opção para quem deseja ver suas plantas crescendo como nunca. Se comprado em grande quantidade, esse composto ainda se torna a opção mais barata.

A falta ou o excesso de adubo pode ser prejudicial ao seu jardim. Por isso, tente manter uma constância na administração do adubo, mas não exagere na dose. A quantidade de adubo depende do tipo de planta que você estiver cultivando, e uma média geral de dez litros por metro quadrado de composto orgânico são suficientes para o solo da maioria das plantas. O uso do forcado ou sapatilha também é importante no método de adubagem do seu solo. Isso porque o adubo deve penetrar no solo para que possa ser absorvido pela raiz das plantas, e em muitas regiões é comum o vento ou a chuva excessiva levar todo o seu precioso adubo para longe. Geralmente,  onde você compra o adubo essas opções de ferramentas, bem como algumas instruções valiosas do vendedor estão disponíveis. Contudo, nunca deixe de ler a embalagem do adubo e seguir à risca as quantidades e fórmulas propostas pelos fabricantes, sendo que a negligências dessas orientações pode muitas vezes custar a vida das suas plantinhas.

 

Orientações especiais

Algumas regras são fixas e devem ser seguidas sempre. Uma delas é que seu jardim deve receber adubo a partir do mês de agosto, época ideal para que você comece um trabalho com as suas plantinhas e elas possam iniciar um desenvolvimento saudável. No inverno, o metabolismo nas plantas é diminuído e elas estão em um certo estado de dormência, e por isso nessa época não devemos adubar nosso solo. Se o adubo for químico, poderá queimar as plantas. A poda também segue um ritmo parecido com o ciclo do adubo, devendo ser iniciada na última lua minguante de agosto. Quando à prática de regar suas plantas, procure horários entre seis e dez da manhã, e quatro e seis da tarde, para evitar a queima das folhas ou a proliferação de fungos nas plantas.

 

Comentários

Comentários